Utilização do UrgoTul no tratamento de lesões de pele por epidermólise bolhosa

Utilização do UrgoTul no tratamento de lesões de pele por epidermólise bolhosa

Author(s) : C. Blanchet-Bardon, S. Bohbot


JWCNovBlanchet-Bardonp490_web
  • Objetivo: Avaliar a aceitação, tolerância e eficácia do UrgoTul na gestão de lesões cutâneas por Epidermólise Bolhosa (EB).
  • Método: Este foi um ensaio clínico não controlado aberto envolvendo 20 pacientes (11 adultos e 9 crianças) com EB simples ou distrófica. Os pacientes foram selecionados a partir do registo de pacientes com EB no centro de pesquisas e incluídos quando apresentavam pelo menos uma lesão que necessitasse de tratamento com uma cobertura não aderente. As lesões foram tratadas com a cobertura estudada (UrgoTul) durante um período máximo de quatro semanas. Todos as trocas de curativos, as medidas de lesões, dor e efeito sobre a qualidade de vida dos pacientes foram registradas.
  • Resultados: Todos os pacientes completaram o ensaio. Dezenove das vinte lesões foram cicatrizadas dentro de 8,7 ± 8,5 dias. No geral, 11 pacientes (55%) consideraram que a sua qualidade de vida tinha melhorado após uso da cobertura, que também foi considerada indolor e “muito fácil” ou “fácil” para remover na maioria das trocas de curativos. Dezenove dos vinte pacientes afirmaram que usariam a cobertura estudada para tratar suas lesões no futuro.
  • Conclusão: Este estudo confirmou a boa aceitação e eficácia de UrgoTul no tratamento de lesões de pele em pacientes com EB.

Declaração de interesse: Este estudo foi patrocinado pelo Laboratório Urgo (Dijon, França).


Download PDF

 

Última atualização : 17/11/2018